sábado, 26 de março de 2016

O PODER DA JACA - SUPERFOOD.

 O PODER DA JACA - SUPERFOOD.

  • É um fruto originário da Ásia (Índia, Malásia, Filipinas), que foi introduzido e difundido no Brasil pelos portugueses durante o século XVIII, adaptou-se tão bem, que uma de suas classificações (Artocarpus brasiliensis) foi dada por um botânico brasileiro (Gomes, 1977). Na índia, apesar da existência de dezenas de variedades, só duas são cultivadas: 1) Wareka, de casca firme . 2) Peniwareka ou jaca-demel com polpa mais adocicada e com aroma muito agradável -(Guia Rural Plantar, 1992). No Brasil, distinguem-se três variedades de Jaca : (1) Jaca-dura ou crocante com os maiores frutos, variando de 15 a 40Kg, tem bagos de consistência rígida, que se prestam para a produção de compotas, (2) Jaca-mole com frutos menores, bagas doces e com consistência mole, contém menos látex (látex este que existe em toda planta: casca do caule, folhas e frutos) . (3) Jaca-manteiga que apresenta bagos adocicados e de consistência intermediária, sendo muito comum no estado do Rio de Janeiro e muito confundida com jaca mole. -(Secretaria de Agricultura, Irrigação e Reforma Agrária do Estado da Bahia, 2007). O Brasil, em especial a região nordeste, apresenta uma grande diversidade de fruteiras nativas e exóticas bem adaptadas às suas condições climáticas, representando um grande potencial sócio-econômico, tanto para os mercados interno e externo, de comercialização de frutas in natura como para industrialização. Segundo Gomes (1977), a Jaqueira (Artocarpus heterophyllus, Lam.), árvore frutífera originária da Índia, introduzida no Brasil há centenas de anos, fornece um fruto que é considerado um dos maiores do mundo, mas que ainda é pouco explorado comercialmente. Presente em quase todos os Biomas do Brasil, a jaqueira possui rápida e eficaz dispersão de sementes , o que a torna considerada invasora em determinadas regiões. A semente já está sendo estudada para a extração de uma proteína, a jacaína ,poderoso cicatrizante.Da jaqueira quase tudo se aproveita.
  • A madeira é ótima para construção naval e civil, seus frutos são consumidos verdes ou maduros e o látex possui substâncias utilizadas na indústria. A madeira é branco-acinzentada que escurece, ao contato com o ar, tomando a aparência de mogno. É madeira de lei, utilizada em construção naval (cavername), e na construção mista (carpintaria e marcenaria). Para uso medicinal das sementes é extraída uma proteína, a Jacaína, poderoso cicatrizante. Sua resina também é cicatrizante. O látex do fruto é útil no tratamento de faringite . Para uso culinário ,as sementes de jaca ,podem ser comidas depois de cozidas. Para preparar os caroços de jaca, cozinhe em água e sal até ficarem moles. A Etimologia- O nome científico Artocarpus heterophyllus deriva dos vocábulos gregos artos ("pão"), karpos ("fruto"), heteron ("distinto") e phyllus ("folha"), significando, portanto, "fruta-pão de folhas diferentes". Já "jaca" origina-se do termo malaialo para a fruta: chakha. Em outros idiomas: Jackfruit (inglês).

O nome é uma referência às folhas da jaqueira, que são distintas (sem lobos) em relação às da planta da fruta-pão, apesar de ambas as plantas pertencerem ao mesmo gênero: Artocarpus. As folhas da jaqueira são úteis para curar a febre, furúnculos e doenças de pele.






Os frutos da jaqueira (Artocarpus heterophyllus Lam.) possuem sabor e aroma intensos e bastante peculiares, sendo bastante apreciadas no nordeste brasileiro e outras regiões tropicais. Sua parte comestível, caracterizada pela polpa, é consumida em sua quase totalidade sob forma in natura pelas mais diversas camadas da população




Chegando a pesar mais de 30 quilos e atingindo até 40 centímetros de comprimento, as jacas são frutos de grandes dimensões apreciados por serem suculentos, aromáticos e saborosos. A fruta ovalada tem a casca grosa, áspera e amarelada, quando madura.



Jaca-dura (com frutos grandes de até 40 kg, e bagos de consistência rígida).

Jaca-mole com frutos menores, bagas doces e com consistência mole, contém menos látex.

Jaca - manteiga (com bagos adocicados e de consistência intermediária)




JACA - RIQUÍSSIMA EM POTÁSSIO


Além de ser uma fruta saborosa, a jaca traz alguns benefícios para a saúde. É rica em Proteínas, Fibras, Cálcio, Ferro, Fósforo e Vitamina A e Vitamina B1. Por ser rica em Potássio ajuda a reduzir a pressão arterial. É uma boa fonte de Vitamina C , tiamina, niacina, ferro, sódio, cálcio, fibras, fósforo.Rica em fito-nutrientes, a jaca pode ajudar a combater o câncer e retardar a degeneração celular. Por possuir um alto teor de Cálcio essa fruta é indicada, principalmente, na alimentação de crianças, por ajudar na formação de ossos e dentes. A polpa consumida in natura possui boas quantidades de proteína e vitaminas que processadas compõem polpas congeladas, “shakes” e sucos .
  • A Jaca pode ser consumida de diversas maneiras :
  • 1) Suco da Jaca batido com água de coco.
  • 2) Suco da Jaca batida com laranjas - lima.
  • 3) Com adição de proteína como nos famosos “Shakes ”

Suco da Jaca : água de coco batido no liquidificador com a polpa da jaca.Depois é só pegar uma peneira e coar . Pronto para beber ... delicioso !!!






  • 4) Na nutrição infantil é excelente alimento :
  • Jaca batida com água de coco
  • Jaca batida com laranjas - lima fica muito saboroso, saudável e nutritivo.


As sementes, que são tóxicas cruas, são comestíveis quando assadas, grelhadas ou cozidas.





  • As sementes são ricas em amido, podem ser consumidas assadas e moídas, e produzem farinha utilizada em biscoitos. Segundo a crença popular pode ser usada para combater a retenção de líquidos, febre e excesso de ácido úrico. As sementes, que são tóxicas cruas, são comestíveis quando assadas, grelhadas ou cozidas. Seu gosto lembra o das castanhas, consideradas ligeiramente afrodisíacas . Seus caroços agem contra a prisão de ventre .
  • As frutas trazem muitos benefícios a nossa saúde, muitas pessoas nem se quer reconhecem o valor dos alimentos que consumem diariamente. A Jaca é um grande exemplo disso, por olhá-la ninguém dá nada por ela, no entanto quando se observa os seus benefícios seu consumo torna-se praticamente automático. Dentre os nutrientes encontrados na jaca, estão às fibras, que ajudam a promover um bom funcionamento do nosso intestino.Além disso,ela também oferece componentes que combatem a queda de cabelo e problemas de pele como é o caso das Vitaminas do complexo B.

USP desenvolve pomada cicatrizante à base de proteína da Jaca

  • USP desenvolve pomada cicatrizante à base de proteína da jaca - Dentro de pouco tempo, a um novo produto tratará queimaduras e cicatrizes cirúrgicas: a pomada de jaca. Desenvolvida por pesquisadores da USP (Universidade de São Paulo) em Ribeirão Preto, o medicamento tem como princípio ativo a lectina KM+, uma proteína presente na semente de jaca e que estimula a proliferação celular e a produção de colágeno.
  • "A ação benéfica de KM+ sobre a lesão é drástica. Ela se faz logo nas primeiras horas após o ferimento, evita a necrose do tecido e proporciona uma regeneração muito mais rápida do que a dos ferimentos não tratados", afirma Maria Cristina Roque Barreira, uma das coordenadoras do estudo. A expectativa é que o medicamento esteja disponível para uso clínico em aproximadamente cinco anos.
  • A KM+ da jaca é obtida pela técnica da expressão heteróloga de proteína, que neste caso consiste em inserir o gene responsável pela produção da lectina do DNA da fruta em uma levedura. Assim, o micro organismo funciona como uma espécie de "fábrica" da substância desejada.
  • Recentemente, a lectina passou a ser produzida em bactérias no lugar das leveduras. Além de ser mais rápido e mais barato, o novo processo conseguiu quadruplicar as quantidades produzidas. "Estamos aperfeiçoando o método para tornar a produção viável em larga escala", explica Maria Cristina, ressaltando que a aplicação da substância em cicatrizes cirúrgicas e outros tipos de lesão já está sendo estudado.
  • No começo, a pesquisa foi conduzida pela professora Maria Cristina, do Laboratório de Imunoquímica e Glicobiologia da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Nos últimos quatro anos, ganhou o reforço da professora Maria Helena Goldman, do Laboratório de Biologia Molecular de Plantas da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Enquanto o Laboratório de Imunoquímica e Glicobiologia estudava as propriedades biológicas da lectina de jaca, Maria Helena pesquisava a melhor forma de expressar a proteína em micro organismos para produção laboratorial.
  • O estudo contou com o apoio da Fapesp (Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado de São Paulo) no financiamento e no registro das patentes.
  • As informações são da Agência USP de Notícias
  • Fontes :
  • 1)USP desenvolve pomada cicatrizante à base de proteína da Jaca.
  • 2) –ASSOCIATION OF OFFICIAL ANALYTICAL CHEMISTS (AOAC). Official Methods of analysis of Association of Official Chemists. 13 ed. Washington. 1980, 620p.
  • 3)–KHYRUNNISA, B., PADMA, U. K., DANIEL, V. A., SWAMINATHAM, M. Effect of replacement of cereal in rice and rage diets by jackfruit seeds flour on the nutritive value of diets, Indian Journal of Nutrition and Dietetics, v.26, n.5, p. 141-143, 1989. K
  • 4) –BERRY, S. K., KALRA, C. L. Chemistry and technology of jackfruit (Artocarpus heterophyllus) a review. Indian Food Packer, v. 42, n.3, p. 62-76, 1988.
  • 5)–CENTRAL FOOD TECHNOLOGICAL RESEARCH INSTITUTE, Home scale processing and preservation of fruits and vegetables. Mysore: CFTRI, v.1, Índia, p. 28-31, 1977.
  • 6)–CRUZ, G A. Desidratação de Alimentos: frutas, vegetais, ervas, temperos,peixes, nozes e sementes. Rio de Janeiro: Publicações Globo Rural, 207p. 1989 7)–SECRETARIA DE AGRICULTURA, IRRIGAÇÃO E REFORMA AGRÁRIA, Cultura – Jaca, Governo da Bahia, 2004.
  • 8)– GUIA RURAL PLANTAR, Cultura da Jaca, São Paulo: Editora Abril S/A, 1992. 89p.
  • 9)–SILVEIRA, P. L. Estudo da elaboração de passas da polpa, aproveitamento dos caroços e resíduos da jaca (Artocarpus heterophyllus), Dissertação de Mestrado, da Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2000. 77
  • 10)DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO DE JACA ... 1 ) Professora. Doutora. do Depto. de Economia Doméstica – UFRRJ, freiman@ufrrj.br 2 ) Pesquisador da Embrapa Agroindústria de Alimentos/ –RJ, ronoel@ctaa.embrapa.br.
  • 3 ) Professora. Doutoura. Do Depto. de Ciência dos Alimentos/ –UFLA, svborges@ufla.br http://www.xxcbed.ufc.br/arqs/gt6/gt6_39.pdf

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.