terça-feira, 6 de setembro de 2016

O Poder do Mamão - Superfood


O Poder do Mamão - Superfood
Mamão, papaia ou ababaia, é o fruto do mamoeiro ou papaeira, árvores das espécies do gênero Carica , especialmente de Carica papaya. São bagas ovaladas, com casca macia e amarela ou esverdeada. A sua polpa é de uma cor de laranja forte, doce e macia. Há uma cavidade central preenchida com sementes negras e rugosas, envolvidas por um arilo transparente. Mamões são consumidos in natura e sucos . A utilização do mamão ocorre principalmente pelo consumo in natura e pela exploração da enzima papaína, bem como na fabricação de suco, polpa, geléia e néctar (SHINAGAWA, 2009). A papaína é uma enzima proteolítica presente no mamão verde, de alto valor comercial. Extraída do mamão verde é usada na indústria alimentícia e laboratórios de pesquisa (MONTI, 2004) Tem um alto teor de papaína, uma enzima proteolítica, que é usada em medicamentos para tratamento de distúrbios gastrointestinais e para reabsorção de hematomas . Antes da maturação, sua casca apresenta um látex leitoso que deve ser retirado antes do consumo. Este látex contém substâncias nocivas às mucosas, sendo usado, inclusive, culinariamente, como amaciante de carnes. Segundo Almeida (2009), de uma maneira geral as frutas, inclusive o mamão, têm um alto conteúdo de umidade e um baixo teor de gordura e proteínas. O valor calórico, portanto, é derivado principalmente dos carboidratos. Além disso, o conteúdo de fibras, lipídios e minerais do mamão é maior nos estágios menos avançados de amadurecimento, ou seja, o mamão verde tem mais fibras, lipídios e minerais do que o mamão maduro (SILVA, 2007). Quanto ao valor nutricional, o mamão maduro é rico em carotenóides pró- vitamina A (β-caroteno), licopeno e vitamina C, e as concentrações dessas vitaminas decaem rapidamente nos estágios mais avançados de amadurecimento, e o teor de açúcar aumenta com a maturação dos frutos (BARI, 2006). A composição nutricional do fruto pode variar conforme o cultivo, grau de maturação, clima, época do ano, tipo de solo e fertilidade, dentre outros fatores. E está relacionada com o teor de açúcares, β-caroteno e ácido ascórbico, além de ter uma boa atividade funcional associada à capacidade laxante (ARAÚJO FILHO et al., 2002). Originária do sul do México e países vizinhos, é atualmente cultivada na maioria dos países Tropicais e nos Estados Unidos, onde foi introduzido primeiramente na Flórida, Havaí , Porto Rico e nas Ilhas Virgens . O Brasil é apontado como um dos três maiores produtores mundiais no setor de fruticultura e o maior produtor de mamão segundo a Food and Agriculture Organization (FAO, 2011). A produção anual de mamão é de cerca de 1,4 a 1,6 milhões de toneladas, o que corresponde a 30% do volume global produzido. No mercado de frutas tropicais o mamão é uma das frutas mais produzidas (IBGE, 2011). A classificação científica do mamão é a espécie Carica papaya L. O fruto do mamoeiro, que é uma planta nativa da região tropical, tem o seu período de safra entre dezembro a maio, mas é produzido a ano inteiro (HAMM, 2002). Essa fruta é produzida, principalmente, na região do nordeste brasileiro, no Estado da Bahia, com 57% da oferta do mercado interno, seguido pela região sudeste, no Estado do Espírito Santo com 33% da oferta do mercado interno (SOUZA, 2007). Segundo a inflorescencia, o fruto pode ser da flor masculina, da flor feminina ou da flor hermafrodita. A diferença é que todas as flores masculinas e alguns tipos de flor hermafrodita geram frutos carpelóides e pentândricos, que tem formato arredondado ou deformado e não possuem valor comercial por isso. Os frutos das flores hermafroditas são preferidos comercialmente, pelo seu formato piriforme ou alongado. Os frutos deformados são descartados durante todo o processo de produção do mamão, pois o formato influência na quantidade de polpa do fruto, e o seu desperdício significa baixa sustentabilidade e baixo aproveitamento de matéria-prima na cadeia de produção (COSTA, 2003).
O mamão possui características anti-inflamatórias, antioxidantes, nutritivas, emolientes, laxantes e diuréticas.Possui grande quantidade de betacaroteno, que é supostamente um auxiliar na prevenção de doenças cardiovasculares. Rico em fibras, ajuda a reduzir e controlar os níveis de colesterol.Por sua grande quantidade de antioxidantes, auxilia a evitar o envelhecimento prematuro do corpo. A ingestão de mamão ajuda a regular a pressão sanguínea, sendo um auxiliar no tratamento da hipertensão devido à grande quantidade de potássio na fruta.Os betacarotenos e a vitamina C presentes no mamão fortalecem o sistema imunológico,ajudando o corpo a prevenir infecções, gripes e resfriados . Quando aplicado sobre ferimentos, acelera o processo de cicatrização. O mamão ajuda no controle da diabetes.


O mamão é muito nutritivo, contém vitaminas A, C e do complexo B, fibras e sais minerais como o potássio e fósforo. Ele possui também uma enzima chamada papaína que auxilia na digestão dos alimentos e consequentemente na absorção de nutrientes pelo organismo. Tem poder laxativo que auxilia pessoas com constipação intestinal . A vitamina C juntamente com a vitamina A , vão dar uma força para imunidade , além de combater a atuação dos radicais livres, responsáveis pelo envelhecimento do organismo. O mamão ainda é fonte de carotenóides que atuam na prevenção de doenças da retina. Possui ação antioxidante proveniente dos carotenoides, que são os pigmentos amplamente difundidos na natureza que se caracterizam por exibir cores nos alimentos. Essa ação antioxidante envolve o fortalecimento do sistema imunológico, redução do risco de doenças degenerativas como o câncer, doenças cardiovasculares, entre outras. As fibras solúveis do mamão ajudam na redução do colesterol quando associado a uma alimentação saudável e a prática de exercícios. Além disso, o mamão é indicado popularmente para amenizar diversos desequilíbrios gastrointestinais, diabetes, tosses e problemas respiratórios, doenças degenerativas e do coração, problemas renais, eczemas, inchaços, úlceras e até mesmo olheiras. Logicamente, em muitas dessas condições, o mamão não pode ser utilizado como única forma de tratamento .É sempre importante consultar um médico especialista. Mas certamente a fruta auxilia muito na amenização dos sintomas. A polpa é a parte mais comumente utilizada e também a que mais oferece benefícios à saúde. Pode ser consumida crua ,em pedaços, como suco ou creme. A papaína presente no mamão ajuda na digestão, amenizando a prisão de ventre. O consumo regular ajuda a prevenir infecções de cólon . É um auxiliar no processo de emagrecimento, por adocicado e saboroso, mas com muitas fibras e poucas calorias. O consumo diário de uma fatia de mamão maduro (não pode estar verde ou semi maduro) por mulheres grávidas ajuda a evitar náuseas e enjoos matinais. Possui propriedades anti-inflamatórias leves que minimizam as dores que quem sofre osteoporose, artrite e edema, a controlar irregularidades menstruais e cólicas .


REFERÊNCIAS :
  • ALMEIDA, M. M. B. et al. Avaliação de macro e microminerais em frutas tropicais cultivadas no nordeste brasileiro. Ciênc. Tecnol. Aliment. vol.29, n.3, pp. 581-586, 2009
  • BARI, L.. et al. Nutritional analysis of two varieties of papaya (Carica papaya L.) at different maturation stages. Pakistan Journal of Biological Sciences, vol. 9, pp. 137- 140, 2006.
  • ARAÚJO FILHO, G. C.; PAZ, J. S.; CASTRO, F. A.; et al. Produtor de mamão. Fortaleza: Edições Demócrito Rocha, Instituto Centro de Ensino Tecnológico. P. 72, 2002.
  • BRON, I.U.; JACOMINO, A.P..Ripening and quality of Golden papaya fruit harvested at different maturity stages. Braz. J. Plant Physiol, vol. 18, pp. 389-396, 2006.
  • COSTA, A. F. S.. Aspectos gerais do melhoramento do mamoeiro. Papaya Brasil, pp 157-170, 2003.
  • FERREIRA, F.L.. Caracterização física, química, sensorial e de compostos funcionais em mamão verde do grupo formosa minimamente processado. Dissertação de Mestrado em Agronomia- Universidade de Brasília, 2010.
  • SILVA, G.G.; DINIZ, R.G.; SILVA, M.E.. Avaliação química do mamão papaia (Carica Papaya L.) em diferentes estádios de maturação. Revista Capixaba de Ciência e Tecnologia, n. 3, pp.1-7, 2007
  • SOUZA, S. A. M..MAMÃO NO BRASIL:distribuição regional da produção e comportamento dos preços no período 1996-2005. Informações Econômicas, SP, v.37, n.9, 2007
  • SHINAGAWA, F.B..Avaliação das características bioquímicas da polpa de mamão (Carica papaya L.) processada por alta pressão hidrostática. Dissertação de 28 mestrado da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Escola de química, tecnologia de processos químicos e bioquímicos, 2009.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.